Receita de Chocolate Quente!

Processed with Moldiv

O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho. E não tem nada melhor do que aproveitar o friozinho para degustar as delícias da estação. Que tal incrementar o seu encontro com um chocolate quente bem cremoso? Com certeza agradará as convidadas! Você pode servir biscoitinhos para acompanhar!

Essa receita é para duas xícaras, então para facilitar, é só confirmar o número de pessoas que vai receber em casa. Por exemplo, se serão 10 mulheres, multiplique a receita por 5! Vai dar certo!

Não é uma receita light, mas vale a pena abrir mão da dieta para provar essa delícia!

Ingredientes

1/2 xícara (chá) de leite integral
1/2 xícara (chá) de creme de leite fresco (pode ser de caixinha também)
80 g de chocolate meio amargo (o equivalente a meia barra grande)

(Para quem quer maneirar nas calorias é possível substituir o leite integral pelo desnatado, usar o creme de leite light e escolher um chocolate light também)

Modo de Preparo

1. Coloque todos os ingredientes numa panelinha, leve ao fogo médio e, quando começar a ferver, baixe bem o fogo.

2. Com um batedor de arame, fique mexendo por uns 10 minutos, até o chocolate ficar bem escuro e grosso.

3. Divida em duas xícaras e sirva com uma colher para raspar até a última gota.

(Receita original da Rita Lobo – www.panelinha.ig.com.br)

Quem postou?
Compartilhe!

A mulher que eu quero ser!

Processed with Moldiv

Essa é uma pergunta que sempre devemos nos fazer: Que tipo de mulher queremos ser? O versículo 7, de II Timóteo, capítulo 1, nos dá uma boa dica”

“Pois o Espírito que Deus nos deu não é de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio”.

A mulher que eu quero ser é equilibrada. A definição de equilíbrio nos explica que essa palavra significa estado ou condição do que se mantém constante, inalterado. Outro sinônimo é estabilidade, distribuição, proporção harmoniosa, harmonia. E ainda existem algumas explicações que abrangem essa definição, como: moderação nas maneiras, gestos, palavras, sentimentos. Comedimento, prudência, autocontrole, autodomínio.

Não, não é nada fácil ser uma pessoa equilibrada quando entendemos o que isso quer dizer. Na realidade é um desafio diário. Alguns filósofos gregos diziam que o autocontrole, a temperança, era o meio dos dois extremos. E isso é ter equilíbrio: saber se posicionar, controlando as emoções, desenvolvendo a capacidade de administrar as situações.

Lidamos diariamente com sentimentos como a raiva, insegurança, pessimismo. Tudo isso tende a aflorar na alma feminina e vivemos grandes batalhas para substituir as inconstâncias pelo equilíbrio. Mas podemos aprender a controlar a nossa mente e as nossas emoções com base na Palavra de Deus. Mas como? Romanos 12.2 nos dá a dica:

“Não se amoldem ai padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes que experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

É a Palavra de Deus que promove essa mudança na nossa mente, reciclando o nosso passado, ordenando as emoções e nos ajustando para as novidades de Deus. Se aprendemos a controlar as nossas emoções com sabedoria, poderemos transmitir isso para os filhos e cônjuges. E assim, conseguiremos impactar as novas gerações. Ou então podemos concordar com o consenso de que as mulheres são dominadas pelos hormônios, pelas situações do dia a dia e pela agenda lotada de atividades.

Somente conseguiremos ser exemplo para os nossos filhos quando entendermos a importância de sermos equilibradas emocionalmente. Mães desequilibradas geram filhos desequilibrados e uma sociedade desordenada. Precisamos representar para as nossas famílias a constância que não é possível encontrar mundo a fora. Por isso temos que agir com prudência, buscando inspiração também em Provérbios 8.

Além de mães, somos esposas, filhas, profissionais e amigas. Temos a capacidade de ser multifuncionais, mas quando vivemos só para nós mesmas, estaremos sempre cansadas e longe da realização que todas buscamos.

A mulher que renova as forças na Palavra e compreende quem ela é em Deus, consegue desempenhar todas as suas funções com excelência e sem se deixar ser dominada pelas emoções, hormônios ou pressões. Porque ela entende que só é possível viver bem quando há equilíbrio. Ela entende que é possível ter uma vida sem se exceder, com harmonia em casa, tendo estabilidade emocional e autocontole. E é isso que devemos buscar todos os dias.

E você? Já sabe que tipo de mulher quer ser?

 

Por Eiricka Braga

Quem postou?
Compartilhe!

1 Treinamento Mães Que Oram!

Processed with Moldiv

Processed with Moldiv

Na última quinta feira tivemos o primeiro treinamento de líderes que querem implantar nas escolas onde os filhos estudam as reuniões do ministério. Recebemos 36 mulheres de 21 instituições de ensino diferentes que têm o desejo de liderar grupos de mães dentro da nossa visão. Inclusive mães cujos filhos já estão na faculdade. Foi uma bênção do início ao fim!

Este treinamento foi muito planejado e sonhado por nós e surgiu a partir da procura de muita gente que queria entender melhor como o trabalho acontece. Por isso, fizemos toda a dinâmica exatamente como ela é feita nas reuniões. Começamos pontualmente as 19h30 e encerramos as 22h00. É claro que se deixássemos ficaríamos conversando e compartilhando madrugada a dentro! Mas para nós é muito importante que tudo seja feito dentro do horário estipulado. Pontualidade faz parte da nossa visão.

Tivemos um lanche rápido de boas vindas, distribuímos uma apostila com todo conteúdo bem explicado e demos início às atividades. A Poliana deu uma palavra de acolhimento, agradecendo pela presença de todas, e em seguida oramos. Fizemos um louvor, com duas músicas, sob a liderança da Aline. Foi muito ungido e criou aquela atmosfera de reverência a Deus que é tão especial para nós.

Em seguida explicamos o funcionamento do ministério e como tudo começou. A Eiricka compartilhou a visão, o objetivo e a importância do que fazemos. Ela falou sobre alguns estudos que já postamos aqui e ressaltou que sentiu de Deus que este é o momento de abrir para outras escolas, de incluir outras mulheres, no propósito de interceder pelos filhos ao lado de mães que compartilham o mesmo ambiente escolar. Essa é a visão que Deus nos deu e não abrimos mão de que ela seja mantida: os grupos devem ser compostos por mães cujos filhos estudam na mesma instituição.

A pastora e apresentadora Márcia Resende falou algo que mexeu muito com a gente e que fez muito sentido: “A unção está na visão”. Cremos que o nosso ministério foi levantado por Deus com um propósito, debaixo de um direcionamento. Por tanto, aquelas pessoas que se sentem chamadas pelo Senhor à somar conosco, devem estar abertas para seguir a mesma linha, o mesmo raciocínio e a manter a visão que é a base de tudo o que fazemos. É claro que podemos ser criativas, trazer ideias, mas aquilo que faz parte da essência, não pode ser mudado.

A Daniela compartilhou sobre os combinados que traçamos, algumas decisões que tomamos com base nas nossas experiências até aqui. Afinal temos aprendido com os nossos erros e acertos e queremos passar para frente o que funciona e o que não funciona.

Em seguida a Cris Vallias falou sobre como receber as convidadas. Ela deu dicas, falou sobre simplicidade, e tirou um peso muito grande das participantes: as reuniões não precisam ser grandes produções! O importante é o encontro para orar. O resto faz parte dos detalhes que dão charme, mas não são essenciais e não podem servir como um fator dificultador para as anfitriãs.

Tivemos um momento bem gostoso de perguntas e respostas e pudemos conhecer mais dessas mulheres que querem liderar os grupos. Foi incrível ver tantas mães que querem se comprometer com essa visão e foi muito interessante porque ali tinha inclusive algumas pessoas participantes que os filhos estão matriculados na mesma escola e já puderam trocar contatos. Além disso, tivemos a presença da diretora de uma escola que vai abrir espaço para as as reuniões acontecerem lá mesmo. E isso será maravilhoso.

Agora estamos orando para que essas sementes frutifiquem e que em breve possamos divulgar aqui sobre os novos grupos. Também estamos gerando, em oração, treinamentos em outras cidades e estados.

Somos gratas à Deus pela oportunidade de cumprir este chamado e por ter ao nosso lado mulheres valentes que também querer abraçar esta missão. E este é só o início!

Quem postou?
Compartilhe!