Mas é só uma mentirinha!

paper-family-1313628-639x426

Seu filho chega da escola contando uma história incrível. Ele e os colegas desenvolveram uma brincadeira super legal que acabou envolvendo todos no recreio. Enquanto fala, parece que ele vai se divertindo ainda mais e o que começou como um relato simples, se torna um enredo extraordinário. Você fica desconfiada que aquilo tudo não pode ser verdade. Mas o seu filho não mente. Você ensinou que mentir é errado e pecado! Mesmo assim você pergunta se de fato tudo aquilo aconteceu. Seu filho garante que está dizendo verdade verdadeira! Mas lá no fundo você está em dúvida…E aí?

Este um dilema enfrentado por quase todas as famílias. Como saber que as crianças estão contando uma mentira? E como lidar com isso? A Bíblia diz no versículo 44 do capítulo 8 de João que o diabo é o pai da mentira e precisamos ensinar isso aos nossos filhos.

“Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira.”

Há quem pense que mentirinhas leves não fazem mal a ninguém. Como dizer que está sem fome só para evitar um alimento do qual não gosta. Ou dizer que está passando mal para não ir a escola. Mas quando falamos algo que não é verdade, por definição, só pode ser mentira. E se é mentira, é pecado. Não existe meio termo. Precisamos mostrar aos nossos filhos a importância de falar sempre a verdade, mesmo quando ela pode nos prejudicar. Se aceitarmos dentro de casa “pequenas inverdades”, mostraremos para as crianças que a mentira em algumas situações pode ser aceita. E o que hoje pode parecer apenas como uma mente muito criativa, pode se tornar um problema muito sério no futuro.

Mas será que dá para saber quando os pequenos não estão falando a verdade? Bem, um artigo publicado no site da revista Pais & Filhos aponta 10 sinais clássicos que podem nos ajudar a identificar.

1) CONTATO VISUAL FOR A DO COMUM

As crianças pequenas evitam fazer contato visual quando estão mentindo. Conforme elas vão crescendo, ganhando confiança e a mentira fica mais sofisticada, elas voltam a manter o contato visual, mas de uma forma diferente do que elas estão acostumadas a fazer: ou olham muito fixamente para você, ou desviam o olhar sempre que você as encara. Tanto um sinal quanto o outro pode indicar que seu filho está mentindo.

2) REPETIÇÃO

Outro sinal comum de que a criança está mentindo é repetir parte das perguntas que você fez como parte da resposta que ela está tentando inventar. Esse é normalmente um jeito de ganhar tempo para pensar em uma história. Por exemplo, se você pergunta para seu filho o que ele estava fazendo fora de casa depois de voltar da escola, ele vai responder: “O que eu estava fazendo fora de casa? Bom, eu estava…”.

3) TOCAR O ROSTO

Tocar partes do rosto, ou mexer nas orelhas, nariz ou cabelos, podem ser sinais de que seu filho não está dizendo a verdade. Esconder os lábios também pode ser um forte indício de que uma mentira vem aí.

4) INCONSISTÊNCIAS

Preste bem atenção se a história do seu filho não começa na casa da avó e termina no apartamento da tia. Inconsistências são um dos sinais mais fortes de que seu filho não está te dizendo a verdade.

5) REAÇÕES DEFENSIVAS

Uma criança que mente muitas vezes vai reagir de forma desproporcional a qualquer acusação sua, dizendo que você não confia nela ou até começando a chorar antes mesmo da bronca. Preste atenção na história que vem depois: provavelmente será uma mentira.

6) GESTOS INCOMUNS

Mãos na cintura, braços levantados, pernas que não param… Se nada disso faz parte do comportamento usual do seu filho, fique atenta: os gestos incomuns e as posições do corpo podem indicar que ele está inventando uma história.

7) MUDANÇAS NO PISCAR DOS OLHOS

Piscar sem parar ou simplesmente ficar com os olhos esbugalhados, sem piscar, são dois sinais clássicos de que uma mentira está em jogo. Quando a criança pisca muito, ela está tentando se livrar rapidamente da mentira. Quando ela simplesmente não pisca, seu índice de estresse está elevadíssimo.

8) MEXE PRA LÁ, MEXE PRA CÁ

Você percebeu que seu filho não para quieto enquanto está te contando porque não fez a lição de casa? Essa é outra pista de que ele está se sentindo desconfortável porque não está dizendo a verdade (ou, simplesmente, ele quer muito fazer xixi).

9) ENROLANDO

A não ser que seu filho seja extremamente comunicativo, se ele está muito agitado e contando muitos detalhes sobre um fato pode ser que a criança esteja tentando deixar a história mais verossímil por meio da enrolação.

10) MUDAR O TOM OU VELOCIDADE DA FALA

Pausas longas, hesitação ou falar com um tom de voz mais baixo são algumas das pistas que, somadas a outras dessas que listamos, indicam que a criança não está dizendo a verdade.

E se você identificar que isso está acontecendo? Aí é hora de confrontar com a verdade. Seja amável, mas pergunte se a história que está sendo contada é verdadeira. Se a criança continuar mentindo, peça que ela repita alguma parte para ver se ela vai manter a versão ou irá se embolar. É importante que ela veja que você está falando sério e reconheça que errou.

Mostre na Bíblia que Jesus é o caminho, a Verdade, e a vida. Logo, para Ele é muito importante que sejamos sempre sinceros. Mostre também quem é o pai da mentira… Se somos filhos de Deus, temos que ter atitudes parecidas com o Senhor.

Converse com calma, mas seja firme. Procure saber o que motivou a mentira. Por fim, orem juntos, pedindo perdão a Deus. Esse será um bom momento para explicar para seu filho que Jesus morreu na cruz pelos nossos pecados. Por todos eles! Até pela mentirinha boba que ele contou.

Que Deus te abençoe!

Quem postou?
Compartilhe!