É preciso ir a igreja

Foto: Jean Assis

Foto: Jean Assis

Mas não apenas ir. Precisamos frequentar e amar a casa do Senhor. E temos que fazer isso por nós mesmas, pela nossa família e pelos filhos. Muitas vezes quem começa a participar de pequenos grupos, reuniões em casa ou células, abre mão dos cultos nas igrejas. Mas os encontros nos lares não substituem os momentos como Corpo de Cristo nos templos.

No livro de Hebreus, capítulo 10, versículo 25, Paulo diz para não deixarmos de congregar, como é costume de alguns. E existem muitos motivos para isso.

1- Na Igreja aprendemos sobre Jesus. Em Romanos 10.17, lemos que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. É claro que podemos estudar a Bíblia em casa, e em reuniões de oração. Inclusive temos que fazer isso. Mas nada substitui o congregar.

2- Na Igreja encontramos pessoas que compartilham os mesmos valores. Irmãos em Cristo que também querem aprender mais sobre o Senhor e que estão comprometidos com a cultura do Reino. Na Igreja desenvolvemos relacionamentos e somos lapidados.

3- Na Igreja a nossa identidade como família é fortalecida, enquanto buscamos em unidade a presença da Deus.

4-  Na Igreja aprendemos a lidar com hierarquia e a respeitar autoridade. Afinal, compreendemos que há um Deus, uma liderança, um pastor (ou pastores nas igrejas maiores). Sabemos que temos acesso direto ao Pai, mas a compreensão dos diversos papéis nos ajuda a desenvolver um coração ensinável e obediente.

5- Como mães precisamos ser parceiras da Igreja na evangelização dos nossos filhos. Lá eles ouvirão sobre Jesus, estabelecerão relacionamentos que podem durar por toda vida, e terão experiências com o Senhor.

O principal discipulado das crianças e adolescentes é feito em casa, em família, e nesses momentos precisamos ensinar a congregar. Nossos filhos precisam ver em nós o amor pela igreja local. Porque é assim que eles vão aprender também a amar. Se amamos a nossa igreja, nossos filhos também amarão. Se eles verem em nós o comprometimento, eles também vão querer se comprometer. Se eles nos verem felizes na companhia dos irmãos, eles também vão querer desfrutar desse tipo de relacionamento. Mas se eles nos verem falando mau do pastor, questionando a liderança, brigando com as outras pessoas  e com preguiça de sair de casa para ir ao culto, eles também se comportarão assim.

Sabemos que a igreja sempre terá defeitos. Não existe lugar perfeito. Pastores e líderes terão problemas. Mas eles prestarão conta das próprias questões diante de Deus. Nós também faremos isso. Mas enquanto buscamos pela igreja perfeita, que possamos nós mesmos ajudar a construir o ambiente onde queremos congregar. E que seja um ambiente de paz, de crescimento, de harmonia, de verdade e cheio de amor.

Na Bíblia está escrito:
“Alegrei-me quando me disseram: Vamos a casa do Senhor.” (Salmo 122.1)

Que possamos resgatar a alegria de congregar e transmitir esse valor para toda a nossa família.

Quem postou?
Compartilhe!