Programa Casamento Depois dos Filhos: Casal que Ora junto, Permanece junto

Cópia_de_segurança_de_Cópia_de_segurança_de_MQO_Casamento

Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa”. Eclesiastes 4;12
Orar não é o nosso último recurso é a única esperança, o ponto de partida se quisermos ter a chance de ter um casamento feliz.
Adote essa prática de orarem juntos, de preferência de mãos dadas, a vida de vocês não será mais a mesma. Faça disso um exercício diário, uma meta ser cumprida durante esse ano, e com certeza viveremos a plenitude em nosso casamento.

No começo não será fácil, muitas distrações, dificuldades e empecilhos vão querer atrapalhar esse momento, mas se vocês prevalecerem, vai valer a pena.

Os motivos para um casal se unir em oração não faltam: vida espiritual, filhos, vida financeira, intimidade sexual, trabalho, fidelidade conjugal, vida ministerial, futuro e sonhos.
Se for preciso escreva os motivos em um caderno e cada um ore por uma área.

Se seu marido ainda não confessou Jesus, comece você a orar pelo seu casamento, mesmo que sozinha, mas declare e já visualize pela fé, que daqui algum tempo, serão vocês dois juntos no mesmo propósito.
Vamos juntas viver o ano da plenitude em nosso casamento?

A melhor maneira de cuidar dos filhos, é preservando e cuidando do nosso casamento

GlauciaPor Gláucia Silvério

Quem postou?
Compartilhe!

Vaidade é pecado?

vaidade

Bem vindas ao programa A imagem de Deus hoje vamos falar sobre vaidade.

Vaidade é pecado?
Precisamos entender que pecado é tudo o que nos afasta de Deus, então se seu cuidado pessoal e seu amor próprio são maiores do que seu amor por Deus e seu cuidado em manter um relacionamento com Ele, então, sim, você está em pecado.
Quando cuidamos da nossa aparência com a intenção de estarmos agradáveis as pessoas ao nosso redor, criamos assim mais uma oportunidade de falar do amor de Deus, pois Ele é capaz de nos transformar de dentro para fora!
Mas na prática, o que é “estarmos agradáveis”? Para explicar melhor, vou relatar uma conversa que tive certa vez com uma cliente que não achava importante estar bem vestida em uma festa de casamento da qual era apenas mais uma convidada.
De fato, sou contra gastarmos muito dinheiro em um vestido que usaremos, muitas vezes, apenas uma vez. Prefiro opções de vestidos e conjuntos de calça e blusa que funcionam muito bem para essas ocasiões e que você pode repetir outras vezes variando os acessórios. O que é indispensável, é investir em uma bela maquiagem e penteado. Para isso existem duas opções: pagar alguém que faça esse trabalho para você, ou se dedicar a aprender a fazer sua própria maquiagem e cabelo. Mas o fato é que, a festa é dos noivos e a noiva, em especial, passou meses, talvez até anos sonhando e planejando esse dia, o mínimo que você pode fazer para demonstrar a ela seu carinho é estar adequada para a ocasião. Afinal, todos gostam de estar rodeado do que é agradável, inclusive nos mesmas! Quando nos sentimos bem com nossa aparência, nos divertimos muito mais, afinal, é isso que devemos fazer em uma festa, certo? Celebrar!

 

milenaPor Milena Maia Consultoria

Quem postou?
Compartilhe!

Programa Imagem de Deus

imagem de Deus

E esse ano estamos com muitas novidades aqui na família Mães que Oram, tudo para abençoar você Mãe. Teremos muitas postagens novas que colocamos o nome de “programas”. Um deles será o “A imagem de Deus” com @milenamaiaconsultoria, Milena é consultora de imagem, cristã, uma mãe que ora e acompanhando o programa de postagens você receberá conteúdos e dicas para melhorar sua imagem, seus hábitos de consumo e sua autoestima para você viver o ano da plenitude.

A imagem de Deus?
Gênesis relata que Deus nos criou a Sua imagem e semelhança. Sabemos que a Bíblia trata a imagem neste contexto não de forma literal, mas nós, como cristãs sabemos que devemos, em nossa totalidade, nos entregar a Ele. Isso inclui a nossa imagem.
Não falo aqui de que devemos ter a imagem estereotipada da crente (cabelo comprido, zero make e saia abaixo do joelho), ou cairmos nas armadilhas dos “usos e costumes”, mas falo de honramos a Deus através da nossa imagem.
Ao longo deste ano, vou tentar ajuda-las a encontrar essa imagem compartilhando muito do que aprendi como cristã e durante meu trabalho como consultora de imagem.

 

milenaPor Milena Maia Consultoria

Quem postou?
Compartilhe!