Conheça a Thaís – a mãe que levou o Mães que Oram para a Bahia!

Quando a Thaís Pereira, me procurou para começar um grupo fiquei muito feliz. Ela estava fisicamente super distante, lá na cidade de Barreiras, na Bahia, mas mesmo assim ela quis abraçar a visão e se esforçou pra fazer tudo da maneira mais correta possível. Conversamos muito, trocamos ideias e ela começou a se reunir com outras mães.

Ela tem 29 anos, é casada há 7, e tem um filho de 3 anos – o Filipe Emanuel.

A Thaís tem um coração lindo e está empenhada em fazer a diferença na vida dos filhos e das mães que ela conhece. Por isso hoje você vai conhecer um pouquinho dela. Essa mulher cheia de Deus!

Como você conheceu o ministério?

Eu conheci o Mães que Oram pela Internet. Fui pesquisando algo referente a mães que oravam e cheguei ao site.

Por que você decidiu abrir um grupo na sua cidade?

Eu decidi abrir um grupo porque entendo a importância da oração e o poder que existe nela. Também porque tenho muitas amigas que são mães. Todas as vezes que nos encontramos compartilhamos muitas experiências e aí foi nascendo em meu coração esse desejo de ter o grupo aqui.

E como você fez para começar o seu grupo?

Começou assim, montei um grupo no WhatsApp com as mães dos meus contatos. Aí eu enviava as postagens do perfil das Mães que Oram no Facebook. Logo elas começaram a perguntar quando seria a nossa primeira reunião juntas, então entrei em contato com a Eirika para entender com funcionava.

Como tem sido? Você e as outras mães têm percebido diferença na vida de vocês?

Nosssaaaaa! !! Eu sempre falo pra Eiricka como temos sido abençoadas com esse ministério. Têm mães que nunca tinham orado pelos filhos e que não entendiam a importância disso. Mas que depois que começaram a interceder, os relacionamentos em casa foram mudando. Hoje elas têm tido experiências com os filhos, mesmo pequenos, orando junto. É muita bênção! Sem contar o quão contagiante é ver uma mãe motivando a outra.

Como estão sendo as reuniões?

Na primeira foram 12 mães. Apresentei o ministério, falei sobre a liderança, mostrei um áudio que a Eirika enviou e todas ficaram muito animadas. Meditamos um pouco na Palavra e oramos pelos nossos filhos. Na segunda vieram 30 mulheres. Sendo que 2 não eram evangélicas, 5 são pastoras de igrejas locais e uma é diretora de escola municipal. Ficamos impactadas com o mover de Deus. Fiz um estudo sobre como se manter firme na oração e apresentei mais uma vez o ministério, a visão, os propósitos. Tirei algumas dúvidas e depois dobramos os nossos joelhos para orar e clamar pelos nossos filhos. Em seguida teve um lanchinho!!!

E quais os planos para os próximos encontros?

Como iniciamos em dezembro, estamos nos organizando para a volta às aulas dos filhos. Enquanto isso estou fazendo um cadastro das escolas. Estou orando por elas para depois fazer visitas. Inclusive vou participar do treinamento aí em BH pra tirar todas as minhas dúvidas.

O que é ser uma Mãe que Ora para você?

Ser uma mãe que ora é ser uma mulher que acredita no poder da oração transformadora e abençoadora. É pagar o preço para viver uma jornada de oração e intercessão. É ser alguém que mesmo passando por lutas acredita no Deus que dará a VITÓRIA. Ser uma mãe que ora é viver a plenitude da paz que vem só de Deus. É acreditar que em meio a tantas coisas existe um escape que vem dos céus. Ser uma mãe que ora é motivar outra mãe a viver esse ministério que é dado somente a nós, mulheres. Ser uma mãe que ora é ajudar a carregar os fardos de outras mães que precisam. É acima de tudo crer que podemos, através das orações e do poder que há no nome de Jesus, mudar essa geração e plantar o evangelho de Cristo nos nossos filhos. Eles são o futuro e hoje vivem numa sociedade tão distante do real propósito que Deus tem para nós.

EU AMO FAZER PARTE DESSE MINISTÉRIO.
EU AMO SER UMA MÃE QUE ORA.

Se você foi encorajada pelo testemunho da Thaís, comece a orar também! Crie um grupo! Reúna mulheres e desfrute também dessa benção que é interceder pelos filhos ao lado das suas amigas. Em breve teremos o treinamento!

Deus te abençoe!

Quem postou?
Compartilhe!

De olho na saúde!

IMG_1483

Temos aprendido que somos guardiãs do nosso lar. Não importa se somos donas de casa, se trabalhamos fora, se ainda estudamos. Temos a responsabilidade de cuidar de todos da família. Sim, de todos! Não basta sermos boas mães. Precisamos ser boas esposas e cuidar do marido. E cuidar vai além de manter a casa organizada, as roupas em dia, a comida sempre pronta. Também precisamos cuidar da saúde de todos.

Por isso, que tal aproveitar o início do ano para agendar um check up geral? As crianças precisam ir ao pediatra. Ver como anda o crescimento, o desenvolvimento como um todo. As mulheres devem ir ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano. É aquele momento de fazer o exame preventivo, aferir a pressão, ver se está tudo em dia, e ainda, se for o caso, fazer uma mamografia. Os homens também precisam ir ao urologista. Para os que já passaram dos 40 é a hora do exame de próstata. Muitos tentam fugir, por isso algumas mulheres precisam marcar o médico, colocar o marido dentro do carro e acompanhar até o consultório para ter certeza que ele não vai sair correndo! Uma passadinha no cardiologista também vai bem. Checar o coração é sempre uma boa ideia.

Deus nos deu o dom de cuidar. Ele colocou em nós um coração amoroso, atento e inclinado ao outro. Aquele ditado “quem ama cuida”, é uma grande verdade. Se você ama a sua família não deixe de cuidar das preciosidades que Ele te entregou. Com a correria do dia a dia podemos achar que isso não é prioridade, mas a única coisa que é mais importante do que a nossa saúde é vida com Deus. E o resto? Isso sim pode esperar.

Quem postou?
Compartilhe!

Foi dada a largada!

IMG_1465

O ano começa e temos mil planos! Queremos fazer tantas coisas! E naturalmente projetamos o mesmo para nossos filhos. Escolhemos a escola onde eles vão estudar (falamos sobre isso no post anterior), e logo montamos a agenda de atividades paralelas. Futebol, balet, judô, música, inglês, francês, espanhol, tênis, violão, capoeira… Haja tempo para tanta coisa!

Lotamos as nossas agendas e acabamos fazendo o mesmo com a turminha de casa. Com um mundo tão competitivo queremos que nossos filhos tenham destaque. Falar duas línguas não é mais suficiente. É preciso falar três. Tirar boas notas na escola é pouco. Tem ainda que ser o melhor no esporte escolhido. E no meio de tantas tarefas há uma pessoa em formação que nem sabe ainda o que quer.

Nas primeiras semanas de mil atividades o pique é total. Mas aí os meses vão passando, o ritmo vai caindo, e a exigência permanece a mesma. Ao final temos filhos exaustos, esgotados, cumprindo uma agenda que não dão conta e se esquecendo do essencial. O tempo com Deus é sacrificado. O tempo com a família também. Assim ensinamos aos nossos filhos que o legal é nunca ter tempo. O bom é estar sempre correndo.

Precisamos ser sábias para entender o que é prioridade em cada etapa da vida. As exigências e os compromissos mudam ao longo dos anos. E temos que levar isso em conta na hora de montar uma agenda funcional que seja benéfica para a família. Podemos querer que nossos filhos façam um esporte, uma atividade cultural, algo na igreja, e que ainda tirem boas notas. Mas será que eles darão conta? Será que isso fará bem a todos?

Início de ano é o melhor momento para fazer essa análise. Com calma, quando todos estão ainda descansados e com pique total. É a hora de colocar os nossos alvos e objetivos na perspectiva certa para percorrermos um ano com tranquilidade e excelência. Para ao chegar ao final de 2016 com alegria, equilíbrio, saúde e qualidade.

Que o Senhor nos dê sabedoria para enxergar o que deve ser prioridade. E que nós tenhamos conciência de que tudo pode ser negociado, menos a vida com Deus. Ler a Bíblia, orar sozinho e com os pais, é um ensinamento para a vida. Se não mostrarmos que é prioridade, certamente nos momentos de exaustão isso será sacrificado. Precisamos ensinar nossos filhos que fazer o devocional, por exemplo, é tão importante quanto ir a escola. Mas não basta ensinar. Precisamos agir de forma que eles vejam em nós esse exemplo. Se lotarmos a nossa agenda com milhares de atividades e não deixarmos tempo para o Senhor, as nossas crianças aprenderão que ter relacionamento Deus não é tão importante assim.

Por isso não se esqueça de Jesus ao montar a sua agenda para 2016!

Deus te abençoe!

 

Quem postou?
Compartilhe!